Chefe da Rio Tinto deve ser mostrado a porta após negociações de crise

Chefe da Rio Tinto se demite devido à destruição de abrigos em cavernas aborígines de 46.000 anos de idade

Linha de fogo: chefe da Rio Tinto, Jean-Sebastien Jacques

Linha de fogo: chefe da Rio Tinto, Jean-Sebastien Jacques

O chefe da Rio Tinto, Jean-Sebastien Jacques, pediu demissão após conversas sobre a crise sobre a destruição de dois abrigos em cavernas aborígines de 46 mil anos.

O Mail entende que o sentimento entre os administradores não executivos era tão forte que Jacques, que dirige o grupo mineiro desde 2016, não conseguiu continuar.

O Rio foi pego de surpresa pela indignação entre acionistas e políticos australianos depois que explodiu os dois sites em Juukan Gorge, no oeste da Austrália, em maio para expandir uma mina de minério de ferro.

Jacques tem enfrentado demandas de renúncia por várias semanas, depois que a Rio Tinto foi criticada por falhar em sua resposta à crise.

PRINCIPAIS SIPPS PARA INVESTIDORES DE PENSÃO DIY

Propaganda

Fonte: www.dailymail.co.uk