Credores ilegais devem ser presos ‘por cinco anos’, dizem deputados

Credores ilegais que tiram vantagem de clientes sem dinheiro devem ser presos ‘por cinco anos’, dizem os deputados

O Grupo Parlamentar Todo Partido em Empréstimos Alternativos teme que a crise do coronavírus induza um aumento nos empréstimos ilegais

O Grupo Parlamentar Todo Partido em Empréstimos Alternativos teme que a crise do coronavírus induza um aumento nos empréstimos ilegais

Os criminosos que tiram vantagem de clientes sem dinheiro oferecendo empréstimos ilegais devem receber penas mais longas da prisão e multas mais severas, exigiu um grupo de deputados.

O Grupo Parlamentar Todo-Partido sobre Empréstimos Alternativos alertou que as dificuldades financeiras que a crise do coronavírus causou para muitas famílias provocarão um aumento nos empréstimos ilegais.

O grupo realizou uma investigação sobre empréstimos para consumidores pós-coronavírus e o presidente, Julian Knight, escreveu ao Tesouro pedindo que ele tome medidas preventivas e punitivas.

Ele disse: ‘A demanda do consumidor por crédito aumentará após o covarde e a oferta legal cairá. O único vencedor será operadores ilegais, a menos que sejam tomadas medidas preventivas. ‘

Tony Quigley, chefe da Equipe de Empréstimos Ilegais na Inglaterra, disse aos parlamentares que a pena máxima de prisão para credores ilegais deve ser aumentada de dois a cinco anos.

E Knight acrescentou que os consumidores precisam ter cuidado com os novos esquemas de empréstimos ilegais online.

Propaganda

Fonte: www.dailymail.co.uk